Diagnóstico: Não tenho mais AIDS.

Desde o início do meu tratamento tardio venho lutando silenciosamente para reverter o diagnóstico AIDS. Todo soro positivo sem tratamento com CD4 abaixo de 200 cópias já se encontra em risco de vida, podendo sofrer com doenças oportunistas. Esse era o meu caso. Hoje não é mais.

Como você pode ver no resultado acima o CD4+/CD8 teve uma melhora significativa desde a sua primeira contagem em 16/3/2017, quando descobri ser portador do vírus. Minhas taxas estão aumentando aos poucos. O foco é chegar a 500.

Hoje também fui apresentado a minha nova carga viral: <40 cópias/ml. Confesso ter sentido um frio na espinha quando abri o resultado mas logo fui tranquilizado pela Dra Cydia que prefere essa contagem ao “Não detectado”. Muitas pessoas por ignorância acham que estão curadas e deixam de seguir com o tratamento.

Não importa se a sua contagem for <40 ou indetectável. Você não está curado. Em nenhuma hipótese deve parar o medicamento enquanto a cura da doença não for encontrada.

Hoje minha semana começou mais feliz porquê alcancei o diagnóstico portador do vírus HIV. É uma vitória.

É ou não é um bom motivo para se comemorar?

Em breve publicarei o meu bate-papo com a Dra Cydia gravado hoje no consultório. Foi uma conversa super bacana e esclarecedora. Tenho certeza que você vai gostar. Pode esperar.

5 respostas para ‘Diagnóstico: Não tenho mais AIDS.

  1. Marcos

    Amigo. Parabéns! Isso é muito animador!! Espero que atinja logo os 500 e depois cada vez mais.
    Eu vou fazer meu teste sorológico na segunda feira (7/5/2018). Estou morrendo de medo porque não sei se os sintomas que estou sentindo são de fase aguda ou AIDS.
    Sempre tive boa saúde, comecei a me sentir doente há umas 4 semanas. Tive um quadro parecido com gripe, dor no corpo e de cabeça. Quando isso passou, senti que uns glanglios apareceram atrás das orelhas e tive uma coceira fraca, tipo alergia. Suspeitando do pior fui fazer o teste rápido e deu HIV positivo. Comecei com os medicamentos no mesmo dia, há 4 dias. E em vez de me sentir melhor, tenho sentido que ainda estão aparecendo problemas como uma dor de garganta, fadiga, suor frio e talvez pela depressão e ansiedade, estou com falta de apetite e sinto ânsia quando a ansiedade piora e o medo aumenta.
    Você poderia me falar um pouco de como você descobriu tardiamente, se os problemas apareceram tão rápido, ou se você acha que posso ainda estar no estado agudo? Se não for estado agudo, você sabe em quanto tempo os retrovirais podem melhorar meu quadro?
    Agradeço desde já!

    Curtir

    • @sandro

      Oi Marcos,
      Que bom que iniciou o tratamento. Esse início de antirretrovirais você sentirá alguns sintomas mas logo desaparecerão. Vc deve já ter feito exame de sangue. Quando o medico olhar sua carga viral
      e CD4 terá uma ideia se a contaminação é recente ou não. Agora diagnosticado é só seguir. Eu descobri tarde porque tive medo por muito tempo. Fiz após o pedido do meu namorado. Deu positivo e logo iniciei o tratamento. Vai dar tudo certo!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s