1o de Dezembro

Não é um resultado fácil de receber quando não se tem informação. Eu também não tinha. Mas quando me deparei com o carimbo REATOR no resultado do teste rápido um filme passou na minha cabeça. A primeira reação foi procurar o meu amigo @carlostufvesson para desabafar. Ele foi o cara que me deu as primeiras informações de como eu deveria proceder após o diagnóstico. Tive vontade de chorar na hora mas segui em frente. Sabia que a minha história não acabava ali. Através dele conheci a minha infectologista @cydiasouza. Neste momento percebi que a vida apresenta anjos. Ela foi a principal responsável por me dar toda a bagagem de informação necessária para eu não me abater diante de tanta ignorância.

Assumir o meu diagnóstico publicamente foi uma atitude de amor. Sempre quis poder ajudar pessoas mas não sabia como. Quando comecei assistir pessoas morrerem por não se cuidarem eu vi uma oportunidade ajudar o próximo compartilhando conhecimento. O preconceito ainda é o maior vilão das pessoas soropositivas. É por sentirem medo de serem colocadas de lado que elas não fazem o teste ou não se tratam. Mal sabem que a medicação atual não tem efeitos colaterais e todo paciente que faz o tratamento corretamente se torna INDETECTÁVEL, zerando o vírus e não transmitindo para outra pessoa, mesmo que venham ter relações sexuais desprotegidas.

Ser soropositivo me deu a chance de praticar o bem e corrigir outros defeitos que eu tinha. Hoje meu blog atinge milhares de pessoas e tenho um grupo de whatsapp que acolhe centenas de pacientes recém diagnosticados que não tem acesso a informação. Lá converso com adolescentes, mães, maridos, gays e transexuais de todos os cantos do nosso país e de fora também. E um trabalho voluntário e necessário onde mostramos que a vida não termina com o resultado positivo.

Hoje, 1o dezembro, o Dia Mundial de Combate à AIDS ou Dia Mundial de Luta Contra a Sida, é uma data voltada para que o mundo una forças para a conscientização sobre a Síndrome da imunodeficiência adquirida. E lembre-se: não existem grupos de risco. Existe situação de risco. Por isso faça o teste e compartilhe essa informação. Ela pode salvar vidas e combater o preconceito. ♥️

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s